BLOG COOPERFORTE
  • Cooperativismo

Publicado em Cooperativismo , dia 25 de outubro de 2014

Doação de sangue: solidariedade, da veia ao coração

Por: Cooperforte

shutterstock_125664989 (1)

Dizem que o individualismo está presente em quase tudo no mundo atual, mas mesmo assim é grande, e crescente, o número de pessoas que desejam participar de projetos sociais. Pena que nem todas conseguem fazer isto, por falta de tempo e / ou de recursos para doações materiais e financeiras.

Mas existem outras formas solidárias de contribuir para um mundo melhor, entre elas a doação de sangue.  Ser doador é um ato generoso, cooperativo e fundamental para a recuperação da saúde de pessoas que, pelos mais diversos motivos, necessitam de transfusões.

 

Para doar sangue, não é preciso quase nada, a não ser:

▶ Estar em boas condições de saúde

▶ Pesar mais de 50 quilos

▶ Não ter ingerido bebida alcóolica há menos de 12 horas

▶ Não ter feito tatuagem ou piercing há menos de 12 meses

▶ Atender aos outros requisitos descritos aqui

 

O procedimento de doação é seguro, simples e rápido: dura em média 50 minutos. Ao contrário do que muitos pensam, não deve ser feito em jejum, recomendando-se apenas que a refeição anterior não contenha alimentos gordurosos. Do mesmo modo, doar sangue uma vez não cria necessidade de outras doações. Mas sempre proporciona ao doador grande satisfação humanitária.

 

Para saber mais sobre os mitos que envolvem este assunto e temas afins, acesse:

 

Mitos da doação

Gentilezas cotidianas